, ,

Resistência à insulina, o que é e porque acontece.

A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas responsável pela redução da glicemia, ao promover a entrada de glicose nas células.

Pequenas quantidades desse hormônio são secretados após cada refeição. Ele permite o transporte de glicose para dentro das células do corpo, onde ela é muito necessária para a produção de energia.

A resistência à insulina é uma diminuição da resposta da célula a esse hormônio, especialmente as células musculares e adiposas (gordura).

Como a célula precisa de glicose para sobreviver, o organismo compensa produzindo quantidade adicionais desse hormônio. Isso resulta em um excesso de insulina no sangue.

Com o tempo esse processo provoca um desequilíbrio na relação entre glicose e insulina, trazendo efeitos nocivos para o corpo como por exemplo:
🔸 Aumento dos níveis de triglicerídeos,
🔸 Aumento do colesterol LDL (Ruim), e diminuição do colesterol HDL (Bom),
🔸 Aumenta o risco de coágulos,
🔸 Alterações inflamatórias,
🔸 Retenção de sódio no corpo,
🔸 Hipertensão arterial.

Sabe-se que a genética tem uma contribuição importante para o desenvolvimento da resistência à insulina, no entanto, certos hábitos de vida também contribuem para que ela apareça, são eles:
🔸 Sedentarismo,
🔸 Obesidade.

A perda de peso associada à prática de exercícios físicos podem ajudar a reverter a resistência à insulina.

 

, , ,

Endocrinologia, Nutrologia e Psicologia no combate da Obesidade

Qual a importância do psicólogo para o tratamento da Obesidade?

Uma das causas da obesidade pode ser problemas psicológicos. E é nesses casos que a ajuda de um profissional da área se torna essencial.

Afinal, o que leva uma pessoa a se alimentar de forma desregrada é uma série de emoções que podem significar amor, afeto, carinho, medo, tristeza, celebração, entre outras.

O tratamento com o psicólogo irá ajudar o paciente a entender e trabalhar melhor as suas emoções. Por exemplo, um paciente que está ansioso com alguma situação pode acabar comendo de forma descontrolada para suprir essa ansiedade.

Contudo, o consumo de alimentos com muitas calorias acabam se tornando vícios, aonde o paciente não irá ingerir alimentos para saciar a sua fome, mas apenas para tentar aliviar as suas emoções. E muitas das vezes, ocorre o sedentarismo, ou seja, o paciente não consegue queimar as calorias adquiridas.

O psicólogo irá identificar quais são os estímulos, que não sejam a fome, que fazem com que o paciente coma indevidamente. As causas podem ser de ansiedade, mas também de depressão, estresse, problemas afetivos, entre outros.

Em situações onde é necessário realizar procedimentos cirúrgicos, a perda de peso ocorrerá de forma rápida, o paciente encontrará no psicólogo todo o suporte e esclarecimento para se reeducar e controlar as emoções.

 

Como funciona o trabalho de um endocrinologista no tratamento da Obesidade?

Por ser uma doença multifatorial, a obesidade precisa de uma abordagem multidisciplinar, ou seja, que investigue de fato a existência do problema para que ele possa ser tratado de forma adequada.

O endocrinologista irá avaliar se a obesidade do paciente é relacionada a distúrbios hormonais, através do estudo do conjunto de glândulas incumbidas da produção de hormônios e dos processos metabólicos.

Mesmo não sendo identificados distúrbios hormonais, o paciente obeso precisará manter uma dieta regrada, atendendo algumas necessidades específicas para melhorar o seu quadro clínico.

 

Acompanhamento da nutrição por um nutrólogo

Os nutrólogos por terem grande conhecimento sobre nutrição, conseguem identificar possíveis desequilíbrios alimentares e hábitos de vida que estejam prejudicando o quadro nutricional do paciente, para prevenção de doenças e combate a obesidade. Também é muito importante enfatizar a necessidade de um acompanhamento sistemático do estado nutricional através de uma avaliação periódica, ou check-up nutrológico, para uma boa manutenção da saúde do organismo e prevenção de doenças nutricionais mais graves.

Muitas pessoas fazem dietas mirabolantes, mas as dietas genéricas não servem de nada. O nutrólogo é que irá fazer uma avaliação personalizada.