,

Como funciona a medicina do esporte?

A prática de atividade física faz muito bem a nossa saúde, mas se executada de forma incorreta pode acarretar problemas físicos ou falhas metabólicas. No entanto, muitas pessoas desconhecem esse fato.

De igual modo, elas não sabem que, assim como existem médicos para diversas áreas do corpo, há também o médico do esporte. Criamos esse post para falar um pouco dessa área e da sua importância.

 

O que faz um médico do esporte?

O profissional que atua na medicina esportiva tem o papel de acompanhar atletas profissionais ou praticantes amadores de atividades físicas, estando sempre de olho em todos os dados físicos, fisiológicos e metabólicos do paciente.

É ele quem vai avaliar se a pessoa está apta para realizar uma atividade específica e qual deve ser a intensidade e os cuidados que devem ser tomados. Ele também costuma solicitar exames para ver se o paciente possui condições cardiológicas, musculares, ósseas e pneumológicas de praticar atividade física.

Entre suas funções também está o acompanhamento nutricional, geralmente em conjunto com um nutricionista, e do progresso do paciente ao decorrer da realização da atividade física.

 

Como um médico do esporte pode ajudar no desempenho de um atleta profissional ou iniciante?

Para aqueles que querem aumentar o seu desempenho, além de uma alimentação adequada, o médico do esporte poderá indicar uma suplementação específica, considerando suas necessidades e objetivos.

Vamos destacar dois tipos, os suplementos nutricionais e os ergogênicos:

 

  • Qual a finalidade dos suplementos nutricionais?

O objetivo dos suplementos nutricionais é nutrir as necessidades específicas da pessoa. Os praticantes de atividades físicas profissionais ou amadores possuem necessidades maiores do que pessoas que praticam atividades físicas frequentemente, mas apenas com foco em sua saúde.

Tais necessidades, em muitos casos, não podem ser completamente supridas por alimentos naturais comuns, por muitos fatores diferentes, sendo de extrema importância uma suplementação nutricional.

 

Suplementos ergogênicos

Também são substâncias utilizadas para melhorar o desempenho do atleta. Estão classificadas em cincos categorias, sendo elas:

  • Farmacológicos;
  • Nutricionais;
  • Biomecânicos;
  • Psicológicos;
  • Fisiológicos.

Estas substâncias são capazes de aumentar e otimizar o trabalho, aprimorando a performace através da força mecânica, mental e física. Alguns exemplos de suplementos ergogênicos são:

  • Cafeína;
  • Aminoácidos;
  • Suplementos energéticos;
  • Suplementos hidroeletrolíticos.

Em alguns casos, a suplementação mineral pode ser necessária, principalmente em atletas que possuem uma baixa ingestão de cálcio.

É sempre importante frisar que esses suplementos não devem ser usados por conta própria ou receitados por pessoas que não sejam capacitadas para isso. O seu uso incorreto pode trazer efeitos indesejados ou até mesmo risco à saúde.

 

Onde mais a medicina do esporte atua?

Sua atuação é fundamental para prevenir lesões durante a atividade física amadora ou profissional. Mas, se isso não for possível e o atleta for lesionado, esta área também atua em prol da sua recuperação.

Isso é feito através do acompanhamento e da indicação de atividades que possam diminuir as chances de surgimento de novas lesões, propiciando uma recuperação mais rápida do atleta.

 

Apesar de pouco divulgada, esta é uma área que existe há décadas, contando com o apoio da Sociedade Brasileira do Exercício e do Esporte. Por isso é tão respeitada quanto qualquer outra especialidade pela função que exerce dentro da Medicina.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *