O que acontece com o corpo da mulher após os 40 anos?

Antigamente a expectativa de vida era bem menor do que a atual, assim como os valores eram mais tradicionais e arcaicos. Tudo isso fazia com que as pessoas se achassem velhas aos 40 anos, especialmente as mulheres.

Felizmente, muita coisa mudou. Hoje em dia, alguns chegam a falar que a vida de verdade começa a partir dos 40 anos. Isso porque já existe uma maturidade pessoal e profissional, assim como mais liberdade e mais charme.

As mulheres acima dos 40 anos estão longe de serem velhas. Pelo contrário, devido à evolução da medicina, elas parecem cada dia mais jovens. Elas podem namorar, ir para festas e ter uma vida social tão agitada quanto qualquer menina de 20 e poucos.

Mesmo assim, é interessante discutir tudo o que acontece com o corpo da mulher após os 40 anos, pois, apesar de todas as coisas boas, o organismo sofre algumas mudanças importantes que precisam ser olhadas com cuidado.

 

Quais são as mudanças hormonais nas mulheres acima de 40 anos?

É depois dos 40 anos que as mulheres começam a mostrar alterações nos níveis de hormônios sexuais. Há um declínio hormonal que inicia o período conhecido por Perimenopausa, cuja principal causa é a redução do estrógeno.

Vale a pena falar que o estrógeno não é o único culpado por isso, como muitos pensam. Na verdade, é a redução de diversos hormônios que trabalham em harmonia. Quando um cai, os outros sofrem também. Entenda melhor como isso funciona.

Os hormônios sexuais são originados do colesterol, que quando passa pela metabolização forma a pregnenolona. A pregnenolona, por sua vez, dá origem ao estrógeno, progesterona e testosterona, além de outros. Esses hormônios são mais produzidos nos ovários das mulheres e nos testículos dos homens.
O estrógeno é o mais abundante no corpo feminino e tem um papel de protagonista nas características femininas, na gravidez e na formação óssea. Além disso, ele também é um dos protetores do sistema cardiovascular feminino.

As quedas do estrógeno são marcadas pela diminuição do fluxo menstrual e pela alta irregularidade do ciclo. Além disso, pode ocorrer o ressecamento vaginal, o aparecimento de linhas no rosto, a insônia e a taquicardia.

A queda da progesterona (hormônio ligado à ovulação e concepção) e da testosterona (ligado à sexualidade) também colaboram para outros problemas relacionados à Perimenopausa e que consequentemente levam à Menopausa em si.

 

No geral, os sintomas da Perimenopausa incluem:

  • Fogachos (calores internos repentinos) e suores noturnos.
  • Baixa libido.
  • Distúrbios urinários.
  • Pressão alta.
  • Irritabilidade.
  • Tontura e dor de cabeça.

 

Pode parecer assustador, mas com a ajuda de um médico especializado as mulheres conseguem lidar muito bem com isso. Existem alguns tratamentos envolvendo medicações e até reposição hormonal, o que ajuda você a continuar vivendo plena e feliz.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *