Posts

Medicina do esporte: como a atividade física ajuda a prevenir depressão

A depressão é considerada por muitos como o “Mal do Século”, pois atinge uma quantidade enorme de pessoas, chegando a tirar a vida de muitas. Antigamente, existia muito preconceito com relação a ela e a outros distúrbios emocionais. Felizmente, isso está mudando bastante.
Você fica constantemente desanimado? Sente-se triste e infeliz quase o tempo todo? Nada mais te dá prazer ou satisfação? Tem pensamentos intensos e negativos sobre si mesmo e sobre a sua vida? Engordou ou emagreceu de forma abrupta? Tem problemas para dormir ou dorme demais?
Tudo isso pode ser sinal de que você está sofrendo com depressão, mas para obter um diagnóstico correto é necessário ir a um médico psiquiatra. O tratamento usual para pessoas depressivas é a ingestão de remédios receitados e o acompanhamento psicológico.
No entanto, para complementar o tratamento, é essencial que ocorra uma mudança de hábitos. É por isso que praticar exercícios físicos é tão indicado por profissionais.
Engana-se quem pensa que atividades físicas beneficiam só o nosso corpo. Pelo contrário, os exercícios são muito importantes para a nossa mente também. Para te mostrar essa importância, preparamos uma lista com alguns dos principais motivos pelos quais a atividade física ajuda a prevenir e a tratar a depressão.

1- Ajuda a liberar endorfinas

Endorfinas são neurotransmissores liberados pelo cérebro e responsáveis pela sensação de felicidade e de bem-estar. Muitas pessoas com depressão possuem uma deficiência de endorfina no organismo.
Ao praticar exercícios físicos, você ajuda na liberação desses neurotransmissores e se sente melhor. A música também age de forma parecida no organismo. Então, uma ótima opção é fazer caminhadas ou corridas enquanto ouve a sua playlist preferida.

2- Colabora para a ligação entre o corpo e a mente

A prática de atividades físicas proporciona uma maior conexão entre o seu corpo e a sua mente, o que faz com que você tenha mais controle sobre ambos. Além disso, o esporte auxilia na concentração e na coordenação motora, assim como também é bom para aguçar os sentidos.

3- Melhora a autoestima

As atividades físicas podem te ajudar a ter mais autoestima, autoconfiança e segurança. É mais do que uma questão estética, é o poder de se sentir confortável e bem no próprio corpo.

A energia gasta e todo o esforço colocado durante os exercícios certamente te farão se sentir orgulhoso e satisfeito por tê-los completado, além de também colaborar para que você fique mais saudável, resistente e disposto.

4- Possibilita amizades

Fazer exercícios com outras pessoas é ainda mais vantajoso para você! Por isso, procure frequentar academias, aulas de dança, spinning, boxe, etc. Essas atividades em grupo geram um aconchego maior, uma sensação de unidade e companheirismo.
Se não puder fazer isso, então chame algum amigo ou parceiro para realizar os exercícios com você. É importante ter sempre alguém com quem contar.

Viu como as atividades físicas são fundamentais para a sua saúde física e mental? Se tem dúvidas com relação ao que praticar ou como começar o treino, procure um médico do esporte para que ele lhe oriente da melhor forma possível.

Exercícios físicos como auxílio na construção da autoestima

Autoestima é se amar, ter autoconfiança e pensamentos positivos em relação a si mesmo. Também é estar satisfeito com sua identidade, se valorizar, ter orgulho e respeito por si próprio e se sentir capaz para vencer os desafios da vida.

Mas nem sempre é fácil manter essa condição ou construí-la mediante os problemas rotineiros. Devido às frustrações da vida, decepções, problemas emocionais, entre outros, acabamos nos deixando abater e apresentando uma baixa autoestima.

Ela se manifesta de diversas formas e é possível percebê-la em pessoas que:

  • Não confiam em sua própria opinião;
  • Se sentem sempre incapazes;
  • Têm medo de enfrentar desafios;
  • São duras consigo mesmas;
  • Se preocupam muito com o que os outros pensam e sempre acha que eles estão pensando o pior sobre ela;
  • São ansiosas e agitadas emocionalmente;
  • Costumam culpar outras pessoas pelos seus próprios problemas;
  • Na maioria das vezes reagem a certas situações com raiva;
  • Não se arriscam na hora de tomar decisões.

Os motivos que fazem uma pessoa ter baixa autoestima são muitos e podem estar ligados a fatos de infância, humilhações, preconceitos, abusos, rejeições, críticas, perdas e desvalorização. Mudar esse quadro não é uma tarefa fácil, mas é possível.

Uma das formas de auxiliar na construção da autoestima são os exercícios físicos. Sabemos que a prática regular deles é essencial para nossa saúde, tanto física como mental e emocional. Veja mais a seguir.

 

Quais benefícios a prática de exercícios pode trazer para melhorar a minha autoestima?

A prática de exercícios físicos melhora os níveis dos hormônios responsáveis pelo bem-estar. Além disso, o fluxo de sangue no cérebro melhora, e a saúde também, fazendo com que os benefícios atinjam o corpo todo.

Além de aumentar a qualidade de vida, a prática de exercícios físicos vai te ajudar a eliminar grandes causadores da sua baixa autoestima, como:

  • Insônia;
  • Ansiedade;
  • Insegurança;
  • Excesso de peso;
  • Depressão;
  • Insegurança com a autoimagem;
  • Mau humor.

Uma caminhada, uma natação, uma corrida ou fazer exercícios variados que exijam mais de você, te fazendo suar pelo menos três vezes por semana, trarão grandes benefícios e satisfação.

A prática de exercícios físicos regularmente será um grande aliado para construir sua autoestima. Eles irão elevar os seus níveis de energia, promover seu bom humor e liberar endorfina em sua corrente sanguínea.

Se você não sabe por onde começar a construir sua autoestima, comece praticando alguma atividade física de forma disciplinada, mas não se esqueça de procurar um médico para fazer um check-up antes e lhe orientar a respeito.

Você irá se sentir bem consigo mesmo, renovará suas energias e estará mais apto a vencer a baixa autoestima.