, , ,

Depressão e Ansiedade: Quando o emocional interfere no emagrecimento

O emocional pode ter papel tão decisivo quanto a genética!

Há dias em que o mundo parece que vai desabar na nossa cabeça e então, precisamos comer um chocolate, como se o nervoso fosse passar com o doce.
A pessoa passa a comer mais, funcionando como autêntico obstáculo à perda de peso e à aderência a um programa de emagrecimento. ⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Mas afinal, por que comemos mais quando estamos tensos?

O estresse faz com que o cérebro receba uma mensagem de ameaça. Por isso, aumenta a produção dos hormônios adrenalina e cortisona, que diminuem a queima de calorias.O cortisol desregula o controle de apetite e acelera a multiplicação das células de gordura! Quando a ameaça acaba, nosso corpo pede uma “recompensa”.

Compulsão alimentar: faz com que a pessoa coma não por fome ou prazer, mas por ansiedade, apressadamente, ingerindo grandes quantidades em curto período de tempo. Depois, sente-se culpada ou arrependida.

Depressão: afeta o indivíduo como um todo. Quem está deprimido apresenta, entre outros sintomas, alteração no comportamento alimentar, que pode levar ao ganho de peso. Ele fica sem motivação para a dieta, pessimista e se autodeprecia.

Ansiedade: é vilã número um das dietas alimentares. Pessoas tensas, excessivamente preocupadas, com pânico ou medos diversos podem buscar no alimento um remédio para seus males, para um estado interno de desconforto indefinido.

,

A Yoga: muito além de um exercício.

A agitação do corpo e a turbulência dos nossos pensamentos muitas vezes acabam impedindo que escutemos a nossa verdadeira essência.
A prática de Yoga consegue reconectar o ser humano consigo, trazendo paz e tranquilidade, elevando-o a um estado de quietude que lhe proporciona discernimento para tomar as melhores nossas decisões e viver com mais qualidade.
Os benefícios dessa prática são muitos: a Yoga vai muito além de um exercício, pois trata-se de um conjunto que engloba a mente, o corpo e o espírito.
Hoje mostraremos alguns, desses benefícios. Aprecie a leitura e receba o incentivo de que necessita para começar a praticar Yoga.

 

Qual a origem da Yoga?
A Yoga é uma prática de origem indiana. Significa controlar, unir. Seu conceito filosófico se concentra especialmente no corpo e na mente. Ela é praticada há mais de cinco mil anos na Índia e está relacionada ao budismo e ao hinduísmo. Seus exercícios e meditação visam a trabalhar a mente e o corpo.

 

Benefícios da Yoga

  • Perda de peso

O que há algum tempo era incerteza, hoje tem se tornado algo cada vez mais concreto: a Yoga é um poderoso aliado para o emagrecimento. Em uma sessão de Yoga, você pode perder até 298 calorias, dependendo da intensidade dos exercícios realizados na aula.
Os exercícios, além de ajudar a tonificar os músculos, aceleram o metabolismo. Isso sem contar as poses isométricas e os movimentos mais dinâmicos, que também colaboram para a perda de peso.
Além disso, você adquire uma consciência sobre tudo o que ingere, sendo mais seletivo com o que oferece ao seu corpo, por entender que mente e corpo estão unidos.

 

  • Depressão e ansiedade

Através das meditações, a pessoa consegue sair do ritmo intenso do dia a dia e entrar em uma atmosfera na qual se encontra com o seu interior e aprende a lidar com os seus problemas, vendo-os de uma perspectiva diferente.

 

  • Postura e articulações

A Yoga proporciona uma consciência corporal que ajuda a melhorar sua postura, além de trabalhar para a saúde das articulações, pois através dos movimentos a cartilagem recebe novos nutrientes.
Além desses, a Yoga traz outros benefícios como:

  • Melhora a flexibilidade;
  • Constrói músculos mais fortes;
  • Melhora o relacionamento interpessoal;
  • Promove a sensação de relaxamento;
  • Colabora para a boa qualidade do sono;
  • Melhora a função mental;
  • Aprimora o estado de concentração e atenção;
  • Protege a coluna;
  • Colabora para a boa circulação na corrente sanguínea;
  • Aumenta a imunidade;
  • Eleva a frequência cardíaca;
  • Diminui a pressão arterial;
  • Regula as glândulas adrenais;
  • Entre outros.

Para que você obtenha os benefícios da Yoga, é importante praticá-la regularmente. E não se esqueça de que mudança deve vir de dentro para fora.

Se nunca praticou esta filosofia milenar e não sabe por onde começar, a Clínica Peso Menor pode te ajudar a dar os primeiros passos. Venha nos conhecer!

, ,

Quais os pilares fundamentais para um bem-estar físico e mental?

Ao contrário do que muita gente pensa, o bem-estar físico não depende apenas de dietas alimentares. É claro que isso pode ajudar muito, mas o mais importante é ter uma harmonia entre o corpo e a mente. A saúde de um completa a do outro.

Não é possível estabelecer uma regra universal sobre o que fazer para obter a melhor qualidade de vida possível, pois cada ser humano possui suas necessidades individuais específicas e o que é bom para um pode não ser bom para outro.

Mesmo assim, podemos colocar alguns pilares para ajudar as pessoas a encontrarem por conta própria o bem-estar físico e mental. Nada é tão simples, mas, acredite, está longe de ser impossível você adquirir a qualidade de vida tão desejada.

Pilares servem para sustentar construções, certo? São eles que mantém tantas estruturas incríveis e imponentes de pé. Portanto, podemos citar também pilares que precisamos para sustentar a harmonia entre corpo e mente.

Confira a seguir a lista que preparamos sobre quais os pilares fundamentais para um bem-estar físico e mental e entenda melhor o que você pode fazer para mantê-los bem preservados.

 

1 – Sono

Sim, a qualidade do seu sono pode determinar muita coisa em sua vida. Parece algo básico, e realmente é, mas grande parte das pessoas não consegue ter uma noite de sono ideal.

E o que seria uma noite de sono ideal? Dormir por volta de 8 horas profundamente e sem perturbações. São poucas as pessoas que podem falar que fazem isso toda noite. Com tanta coisa na cabeça e com tanta ocupação, fica difícil não ter insônia ou conseguir dormir por tanto tempo.

Dormir bem gera bom humor, diminui o cansaço, clareia a mente e proporciona mais disposição e motivação no dia seguinte.

 

2 – Amor-próprio

É muito comum termos pensamentos depreciativos sobre nós mesmos. Se não nos encaixarmos nos padrões impostos pela sociedade, podemos achar que somos insuficientes e decepcionantes. É importante entender que isso não é verdade.

Quando você se ama, você entende que merece o melhor e tem mais motivação para buscar coisas incríveis para a sua vida. Lembre-se de que se amar não é ser egocêntrico, mas apenas ter noção de que você tem tanto direito à felicidade quanto qualquer outra pessoa.

 

3 – Exercícios físicos

A questão aqui não é perder peso ou ficar esteticamente diferente. A parte mais importante de se exercitar é adquirir a saúde física, o que consequentemente afeta de forma positiva a sua saúde mental.

Comece aos poucos, faça alguns minutinhos de caminhada por dia e vá aumentando com o tempo, até que isso vire hábito. Você perceberá rapidamente como essas atividades mudam seu bem-estar físico e mental para melhor.

 

4 – Alimentação saudável

Ter alimentação saudável não quer dizer reduzir suas refeições e se privar do que gosta. É encontrar alternativas saborosas que façam bem a sua saúde. Comer muitas frutas e legumes ajuda a desintoxicar o corpo, promovendo o melhor funcionamento orgânico.

Isso faz com que você não apenas tenha uma melhor disposição corporal como também fique de bom-humor e mais motivado. Certos alimentos conseguem aumentar a produção de hormônios super positivos à sua mente.

 

O que achou? Quer saber outros pilares e mais dicas? Procure um psicólogo, nutricionista ou um médico especializado para que ele lhe diga exatamente o que fazer para obter um melhor bem-estar físico e mental.

, , ,

Endocrinologia, Nutrologia e Psicologia no combate da Obesidade

Qual a importância do psicólogo para o tratamento da Obesidade?

Uma das causas da obesidade pode ser problemas psicológicos. E é nesses casos que a ajuda de um profissional da área se torna essencial.

Afinal, o que leva uma pessoa a se alimentar de forma desregrada é uma série de emoções que podem significar amor, afeto, carinho, medo, tristeza, celebração, entre outras.

O tratamento com o psicólogo irá ajudar o paciente a entender e trabalhar melhor as suas emoções. Por exemplo, um paciente que está ansioso com alguma situação pode acabar comendo de forma descontrolada para suprir essa ansiedade.

Contudo, o consumo de alimentos com muitas calorias acabam se tornando vícios, aonde o paciente não irá ingerir alimentos para saciar a sua fome, mas apenas para tentar aliviar as suas emoções. E muitas das vezes, ocorre o sedentarismo, ou seja, o paciente não consegue queimar as calorias adquiridas.

O psicólogo irá identificar quais são os estímulos, que não sejam a fome, que fazem com que o paciente coma indevidamente. As causas podem ser de ansiedade, mas também de depressão, estresse, problemas afetivos, entre outros.

Em situações onde é necessário realizar procedimentos cirúrgicos, a perda de peso ocorrerá de forma rápida, o paciente encontrará no psicólogo todo o suporte e esclarecimento para se reeducar e controlar as emoções.

 

Como funciona o trabalho de um endocrinologista no tratamento da Obesidade?

Por ser uma doença multifatorial, a obesidade precisa de uma abordagem multidisciplinar, ou seja, que investigue de fato a existência do problema para que ele possa ser tratado de forma adequada.

O endocrinologista irá avaliar se a obesidade do paciente é relacionada a distúrbios hormonais, através do estudo do conjunto de glândulas incumbidas da produção de hormônios e dos processos metabólicos.

Mesmo não sendo identificados distúrbios hormonais, o paciente obeso precisará manter uma dieta regrada, atendendo algumas necessidades específicas para melhorar o seu quadro clínico.

 

Acompanhamento da nutrição por um nutrólogo

Os nutrólogos por terem grande conhecimento sobre nutrição, conseguem identificar possíveis desequilíbrios alimentares e hábitos de vida que estejam prejudicando o quadro nutricional do paciente, para prevenção de doenças e combate a obesidade. Também é muito importante enfatizar a necessidade de um acompanhamento sistemático do estado nutricional através de uma avaliação periódica, ou check-up nutrológico, para uma boa manutenção da saúde do organismo e prevenção de doenças nutricionais mais graves.

Muitas pessoas fazem dietas mirabolantes, mas as dietas genéricas não servem de nada. O nutrólogo é que irá fazer uma avaliação personalizada.