Quais são os riscos de se fazer uma dieta cetogênica ou jejum intermitente sem o acompanhamento médico?

Entre as nossas lutas diárias, a que parece não ter fim é a que travamos contra a balança. As pessoas vivem em uma busca constante pelo peso ideal, seja por questões estéticas ou de saúde.
Para atender a esse público, existem diversas dietas e alguns recorrem a elas simplesmente pelo fato de estarem na moda. Assim, não avaliam os riscos que corem.
Um dos erros mais cometidos é iniciar uma dieta sem o acompanhamento médico, o que pode ser perigoso, representando grandes riscos à saúde.
No artigo de hoje, você entenderá um pouco mais sobre como funcionam o jejum intermitente e a dieta cetogênica, assim como entenderá os riscos causados pela falta de acompanhamento médico.

Como funciona o jejum intermitente e a dieta cetogênica?

No jejum intermitente, o indivíduo passa boa parte do tempo sem comer. O propósito dessa ação é fazer com que o organismo absorva a gordura que já está estocada no corpo, eliminando-a.
Entre os tipos de jejum intermitente temos o de 12 horas, podendo chegar a até 21 horas sem comer. No tempo restante, faz-se de duas a três refeições.
Já a dieta cetogênica consiste na redução do consumo de carboidratos, aumento do consumo de gorduras e ingestão de proteínas. Isso porque o açúcar que ajuda as células a se alimentarem vêm do carboidrato ingerido.
Portanto, o objetivo deste tipo de dieta é restringir ao máximo este consumo, obrigando as células a buscarem na gordura estocada pelo corpo o alimento, o que propicia a perda de peso.

Quais são os as desvantagens dessas dietas?

A dieta cetogênica possui uma grande eficácia para a perda de peso rápida, no entanto, pode oferecer alguns riscos a saúde, pois facilita o surgimento de alguns problemas, entre eles:

  • Câncer;
  • Colesterol alto;
  • Hipoglicemia;
  • Fadiga;
  • Entre outros.

O jejum intermitente, devido à privação de alimento, pode causar:

  • Problemas na memória, na atenção e na concentração;
  • Irritação;
  • Mau humor;
  • Etc

Por que o acompanhamento profissional é importante?

Um dos motivos pelos quais determinadas dietas são prejudiciais à saúde se não forem realizadas com o adequado acompanhamento é o fato de elas restringirem a ingestão de alguns alimentos que podem ser necessários ao organismo.
Além do mais, a carência de determinados nutrientes, assim como o consumo excessivo de outros, a médio e longo prazo, pode trazer sérios danos ao corpo.
Com o auxílio de um médico ou nutricionista, é feita uma avaliação para compreender melhor seu perfil, sua rotina e saber quais são seus objetivos em relação à perda de peso.
O acompanhamento é essencial para que você mantenha o processo de emagrecimento e possa ter a certeza de que isso está sendo feito de forma saudável não acarretando problemas a você ao longo do tempo.

13 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *